Get Your Premium Membership

Ser poeta

Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!

É ter de mil desejos o esplendor
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!

É ter fome, é ter sede de Infinito!
Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim.
.
.
É condensar o mundo num só grito! E é amar-te, assim, perdidamente.
.
.
É seres alma, e sangue, e vida em mim E dizê-lo cantando a toda a gente!

Poem by Florbela Espanca
Biography | Poems | Best Poems | Short Poems | Quotes | Email Poem - Ser poetaEmail Poem | Create an image from this poem

Poems are below...



More Poems by Florbela Espanca

Comments, Analysis, and Meaning on Ser poeta

Provide your analysis, explanation, meaning, interpretation, and comments on the poem Ser poeta here.

Commenting turned off, sorry.